Domingo, 24 de Janeiro de 2021 22:02
22 99890-3597
Polícia Rio de janeiro

Primas de 4 e 7 anos, baleadas na porta de casa, são enterradas juntas em Duque de Caxias

Emily faria 5 anos no dia 23 e foi enterrada com o vestido de princesa que a mãe comprou para a festa. Pai ajudou a enterrar filha e fez desabafo:

05/12/2020 20h50
169
Por: Redação Fonte: G1
Primas de 4 e 7 anos, baleadas na porta de casa, são enterradas juntas em Duque de Caxias

O enterro das duas primas, de 4 e 7 anos, que morreram baleadas enquanto brincavam na porta de casa em Duque de Caxias, na Baixada Fluminense, na noite desta sexta (4), foi marcado pela emoção e revolta de parentes e amigos.

O pai de Emily desmaiou várias vezes e foi amparado por parentes. Segundo a ONG Rio de Paz, ele é ajudante de pedreiro e ajudou a enterrar a filha. Emily, que iria fazer aniversário no dia 23, ganhou uma roupa de princesa da mãe. A menina foi enterrada com o vestido comprado para o dia da festa.

Uma das vizinhas contou emocionada como estavam os preparativos.

O crime aconteceu na comunidade Santo Antônio nesta sexta-feira (4). De acordo com moradores, as duas meninas estavam brincando na porta de casa.

 

Emilly Victoria, de 4 anos, foi baleada na cabeça e Rebeca Beatriz Rodrigues dos Santos, de 7 anos, foi atingida no abdômen.

A avó de uma das meninas contou que estava chegando do trabalho. As meninas a esperavam na calçada para comprar um lanche, quando passou um carro da polícia, por volta das 20h.

Os familiares disseram que não sabiam se havia algum tipo de perseguição e contaram que viram a polícia atirando.

O que diz a polícia

 

O caso está sendo investigado pela Delegacia de Homicídios da Baixada Fluminense (DHBF).

A Polícia Militar afirma que uma equipe do 15º Batalhão (Duque de Caxias) estava fazendo um patrulhamento na Rua Lauro Sodré, na altura da comunidade do Sapinho, quando foram ouvidos disparos de arma de fogo.

Segundo a PM, os agentes não dispararam e a equipe saiu em deslocamento.

 

Ainda de acordo com os moradores, foram os vizinhos que levaram as vítimas para a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) de Sarapuí.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.