Quarta, 14 de Abril de 2021 01:25
22 99890-3597
Polícia Justiça

Assistência Judiciária dá assistência às mulheres vítimas de violência doméstica

Parceria entre a subsecretaria e Patrulha Maria da Penha do 8º BPM garante assistência necessária às vítimas.

07/04/2021 17h18
21
Por: Redação Fonte: Redação
Assistência Judiciária dá assistência às mulheres vítimas de violência doméstica

A Subsecretaria de Assistência Judiciária recebeu policiais da Patrulha Maria da Penha do 8º Batalhão de Polícia Militar, a fim de reafirmar a parceria de assistência às vítimas de violência doméstica. O subsecretário, Carlos Fernando Monteiro, informou que designou uma advogada, exclusivamente, para esse tipo de ação. “Uma mulher atendendo a essas vítimas faz com que as mesmas se sintam mais acolhidas. Pois é um momento muito difícil para elas”, diz o subsecretário.

As mulheres vítimas de violência doméstica assistidas pela Patrulha Maria da Penha são encaminhadas à sede da Assistência Judiciária, onde recebem consultoria e orientação jurídica. De acordo com Carlos Fernando, as principais ações judiciais para esses casos são medida protetiva, divórcio e pensão alimentícia.

“Estamos à disposição da Patrulha Maria da Penha, 24h por dia. É triste que ainda temos que ter uma estrutura toda voltada para esse tipo de crime, que é silencioso, em pleno século 21. Mulheres sendo agredidas, passando por terrorismo psicológico. É preciso que um maior número de mulheres denuncie, porque, só assim esse tipo de crime tende a diminuir”, afirma o subsecretário.

O programa da Patrulha Maria da Penha, Guardiões da Vida, tem como objetivo garantir proteção integral à mulher e evitar a reincidência dos casos de violência doméstica e, também, o feminicídio. É um programa estratégico para prestar atendimento estruturado e especializado, fiscalizando e monitorando o cumprimento de medidas protetivas. A mulher que desejar denunciar violência doméstica pode fazer através do número (22) 2723-1177.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.