Quarta, 03 de Março de 2021 05:09
22 99890-3597
Política Vacina covid-19

vacina de Oxford/AstraZeneca, da Índia, chegou na manhã desta segunda-feira (25), no aeroporto de Macaé, por volta das 8h50, com

vacina de Oxford/AstraZeneca, da Índia, chegou na manhã desta segunda-feira (25), no aeroporto de Macaé, por volta das 8h50, com

25/01/2021 22h10
61
Por: Redação Fonte: Redação
vacina de Oxford/AstraZeneca, da Índia, chegou na manhã desta segunda-feira (25), no aeroporto de Macaé, por volta das 8h50, com

Depois da Coronavac, o primeiro lote da vacina de Oxford/AstraZeneca, da Índia, chegou na manhã desta segunda-feira (25), no aeroporto de Macaé, por volta das 8h50, com helicóptero da Polícia Civil. O prefeito de Macaé, Welberth Rezende, recebeu o lote do secretário estadual de saúde, Carlos Alberto Chaves. O município recebeu 1800 doses, que foram encaminhadas para Casa da Vacina. As unidades serão destinadas ao grupo prioritário, profissionais da saúde da linha de frente.

A secretária de Saúde, Liciane Furtado Cardoso, afirmou que a segunda remessa contra a Covi-19 irá ampliar as doses para as unidades de urgência e emergência, como Unidades de Pronto Atendimento (UPAs), pronto socorros e outros setores dos hospitais. “Os profissionais de saúde podem ficar tranquilos que todos vão tomar a vacina”, acrescentou.

De acordo com a coordenadora do Programa de Imunização da Secretaria de Saúde, Luciana Santos, a previsão é começar a aplicar as vacinas de Oxford quando as 2.973 doses da Coronavac terminarem.

A Coronavac chegou na última semana e a previsão de término é a próxima terça-feira (2). O número está atendendo profissionais de saúde do Hospital Público de Macaé (HPM), pronto atendimento UTI e enfermaria de Covid-19, das redes pública e privada, além de 120 idosos em asilos. Já foram imunizadas 1.077 pessoas até o momento.

“Todas as vacinas AstraZeneca serão aplicadas na primeira dose, tendo em vista que a aplicação da segunda pode ser realizada em 90 dias após a primeira”, destaca Luciana.

A secretária de Saúde destacou que a intenção de compra do município com o Instituto Butantan ainda continua. “Continuamos na luta para aquisição de 500 mil doses que irão beneficiar toda a população, mas a orientação do instituto ainda é fornecer todas as doses da Coronavac para o governo federal, que tem prioridade”, frisou.

Oxford - As vacinas de Oxford chegaram ao Brasil na sexta-feira (22). No sábado (23) foram encaminhadas para Rio de Janeiro, onde passaram por procedimento de análise de segurança, na Fiocruz, depois de serem produzidas no Instituto Serum, na Índia.

 

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.