O Portal dos Procurados divulga nesta quinta-feira, dia 17/06, cartaz para ajudar a Delegacia de Homicídios da Capital – DH – e ao Grupo de Pronta Resposta da Coordenadoria de Inteligência da PMERJ (GPRI) com informações que levem a identificação e prisão dos envolvidos na morte do Soldado da Polícia Militar do Rio de Janeiro Hugo Augusto Costa Maciel, de 29 anos.

O policial foi assassinado na noite desta quarta-feira (16), nas proximidades da Favela do Quitungo, em Brás de Pina, na Zona Norte do Rio. Segundo informações coletadas no local o PM encontrava-se em uma barbearia na Rua Pequiri, quando criminosos em um veiculo não identificado, efetuaram diversos disparos de arma de fogo em direção ao interior da barbearia. Ele chegou a reagir, mas foi baleado. O agente foi atingido por quatro disparos: numa das pernas, no peito, num dos braços e nas nádegas. Em seguida os marginais se evadiram do local com destino não sabido.

Ele ainda foi levado para o Hospital Estadual Getúlio Vargas (HEGV), na Penha, também na Zona Norte, onde morreu pouco tempo depois, devido aos ferimentos. A PM realizou buscas pelos criminosos, mas eles não foram localizados.

A Delegacia de Homicídios da Capital (DHC) foi acionada e assumiu o caso. Agentes da especializada fizeram perícia no local em que o soldado foi baleado. Os agentes buscam informações e câmeras de segurança, para identificar a autoria do crime.

Hugo Augusto era lotado na Unidade de Polícia Pacificadora (UPP) do Lins e estava de férias. Em seu perfil no Twitter, a PM lamentou a morte do agente e informou que ele estava na corporação desde dezembro de 2015.

Com a morte do SD/PM Hugo, chega a 45 o número de Agentes de Segurança Pública assassinados no Rio de Janeiro em 2020, sendo 33 da Policia Militar, 01 da Policia Federal, 03 do Corpo de Bombeiros, 03 da Policia Civil, 02 da Marinha do Brasil, e 02 Policial Penal da SEAP, 01 do Exército Brasileiro (EB). 

Na madrugada do último domingo (13), Um corpo foi encontrado carbonizado dentro do porta-malas de um carro na Rua Rocha Pita, no bairro Bar dos Cavaleiros, Segundo informações da polícia, o veículo é do policial militar Rodrigo Castro, conhecido como Sheik. O cabo está desaparecido desde o fim de semana. No entanto, a Polícia Civil e a Militar não confirmaram a identidade da vítima. A DHBF (Delegacia de Homicídios da Baixada Fluminense) informou que investiga o caso, e aguarda os exames de DNA, a fim de identificar a vítima, já que o corpo foi encontrado carbonizado.

Quem tiver qualquer informação a respeito da localização desses foragidos da Justiça, favor denunciar pelos seguintes canais: Whatsapp Portal dos Procurados (21) 98849-6099; pelo facebook/(inbox), endereço: https://www.facebook.com/procuradosrj/, pela mesa de atendimento do Disque-Denúncia (21) 2253-1177 ou 0300-253-1177 , ou pelo Aplicativo para celular – Disque Denúncia e também pelos aplicativos: https://twitter.com/PProcurados, e https://www.instagram.com/portal.dos.procurados. A partir de agora as denúncias também podem ser feitas pelo site dos Procurados (www.procurados.org.br), na parte superior do site – Denuncie -. Em todos os casos, o anonimato é garantido.

Todas as denúncias sigilosas sobre o caso serão encaminhadas ao Grupo de Ação Conjunta (GAC) – formado pelo Núcleo de Investigação de Morte de Policiais da Delegacia de Homicídios da Capital (NIMP) e o Grupo de Pronta Resposta da Coordenadoria de Inteligência da PMERJ (GPRI) encarregadas do caso e que tem como prioridade prender os envolvidos na morte de agentes de segurança.

Fonte: Imacae 17/09/2020

Comentários

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui