Ian Holm, ator de filmes como “Senhor dos Anéis”, “Alien: O Oitavo Passageiro” e “Carruagens de Fogo”, morreu aos 88 anos, em Londres, na manhã desta sexta-feira (19).

Segundo o jornal The Guardian, a notícia foi confirmada por seu agente.

“Ele morreu pacificamente no hospital, com seus familiares e seu cuidador”, informou o agente, adicionando que a causa da morte foi dada por complicações do Mal de Parkinson. “Charmoso, gentil e extremamente talentoso, sentiremos muito a sua falta.”

Ian Holm, ator de filmes como “Senhor dos Anéis”, “Alien: O Oitavo Passageiro” e “Carruagens de Fogo”, morreu aos 88 anos, em Londres, na manhã desta sexta-feira (19).

Segundo o jornal The Guardian, a notícia foi confirmada por seu agente.

“Ele morreu pacificamente no hospital, com seus familiares e seu cuidador”, informou o agente, adicionando que a causa da morte foi dada por complicações do Mal de Parkinson. “Charmoso, gentil e extremamente talentoso, sentiremos muito a sua falta.”

Segundo o The Guardian, os últimos dias de vida de Holm foram registrados em fotos feitas por sua mulher, Sophie de Stempel.

Ian Holm nasceu em 12 de setembro, na Inglaterra e tem várias premiações no currículo. Membro da Royal Shakespeare Company, ele atuou em mais de 100 projetos, incluindo filmes e trabalhos para TV.

Ao longo da carreira, Holm estrelou dezenas de filmes após abandonar o palco. Em 1981, venceu o Bafta e foi indicado ao Oscar por seu trabalho como o técnico Sam Mussabini no filme “Carruagens de Fogo”.

No início dos anos 2000, Ian interpretou o personagem Bilbo Baggins em “O Senhor dos Anéis: A Sociedade do Anel”, voltando a aparecer nos filmes da saga em 2003, em “O retorno do rei”.

No começo de junho, Ian expressou sua tristeza em não estar disponível para participar da reunião virtual do elenco de “Senhor dos anéis”. “Lamento não poder encontrar vocês, sinto falta de todos e espero que essa aventura leve vocês a muitos lugares. Estou trancado em minha casa.”

O último trabalho de Ian para os cinemas foi em “O Hobbit: A Batalha dos Cinco Exércitos”.

Fonte: G1, 19/06/2020

Comentários

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui