Macaé – O município de Macaé atinge nesta semana o índice de 48,4% dos casos de coronavírus já recuperados, uma média diária de 10 pacientes que não apresentam mais os sintomas do vírus, após confirmação por testes rápidos. Em nova coletiva de imprensa por videoconferência, na manhã desta segunda-feira (25), o prefeito Dr. Aluízio dos Santos, afirmou que a cidade possui no momento 43,8% dos leitos da Terapia Intensiva (CTI) do Sistema Único de Saúde (SUS) ocupados.

Em uma semana, 72 pacientes monitorados pela rede municipal de saúde tiveram alta ou foram considerados clinicamente curados da infecção pelo Covid-19. Os números atestam a eficiência da estratégia montada pela prefeitura, que busca agora a identificação rápida dos novos casos, garantindo o isolamento social imediato e o início de tratamento que impeça a evolução clínica da doença, o que aumenta a ocupação dos leitos do Centro de Terapia Intensiva (CTI) da rede pública.

“Hoje temos mais de 50% dos leitos disponíveis na cidade. Todo cidadão que foi infectado e passou pelo período de quarentena (14 dias de isolamento social) é considerado curado. Em média 98% das pessoas infectadas irão se curar da doença. Temos que tomar um cuidado redobrado neste período de baixa temperatura com os idosos. Esse clima favorece o aumento de crise respiratória. Portanto, qualquer pessoa que esteja em casa em estado febril por dois ou três dias procure imediatamente uma assistência médica. Quanto mais rápido identificar estes casos, maior são as chances de recuperação”, disse o prefeito.

O índice crescente de pacientes recuperados também permite a prefeitura elaborar um Plano de Flexibilização do Comércio com regras que restringem o funcionamento de atividades laborais no município, dentro da estratégia de isolamento social. Essa proposta está sendo discutida junto com a Associação Comercial e Industrial de Macaé (ACIM) e a Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL). O plano será apresentado ao Ministério Público Estadual na quarta-feira (27).

Perguntando sobre o retorno das aulas na rede municipal e privada, Dr. Aluízio foi enfático: “O retorno escolar será a última atividade a voltar a normalidade. Temos que tratar este assunto com muita cautela”.

O prefeito de Macaé também descartou transferir os pacientes macaenses para os futuros Hospitais de Campanha do Governo do Estado, que estão em fase final de construção em Campos dos Goytacazes e no distrito de Barra de São João (Casimiro de Abreu).

“Macaé vai atender os pacientes macaenses. Não vamos perder este controle levando os doentes para os hospitais de campanha. Essa responsabilidade é do Governo do Estado. O Hospital de Campanha está fora dos nossos planos para ser utilizado”, disse Dr. Aluízio.

O município tem 630 casos de coronavírus confirmados, sendo 305 pacientes recuperados e 25 óbitos por Covid-19

Fonte: O Dia 25/05/2020

Comentários

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui