Macaé – Até segunda-feira (05), 118.616 atendimentos foram realizados nas barreiras sanitárias de Macaé. Deste montante, 5.629 pessoas que não comprovaram residência ou trabalho na área da saúde e segurança no município, tiveram que retornar para suas cidades de origem. Esse controle de acesso é uma das ações realizadas pela prefeitura, no combate ao contágio pelo coronavírus.
Já são 43 dias de atuação das barreiras, que funcionam das 6h às 22h, de segunda a sexta-feira. Elas estão montadas em quatro pontos estratégicos de acesso ao município: Cabiúnas, Parque de Tubos, RJ-168 e Aeroporto. Montadas no dia 23 de março, elas foram instituídas pelo prefeito Dr. Aluízio dos Santos, por meio do decreto municipal 39/2020.

As equipes que fazem as avaliações são formadas por profissionais das secretarias municipais de Saúde, Mobilidade Urbana, Ordem Pública e Vigilância Sanitária. Os profissionais fazem o trabalho de triagem, com a verificação de sintomas como febre e dificuldade de respiração, entre outros.

A medida contribui para o cumprimento do isolamento social, evitando o fluxo de pessoas sem necessidades emergenciais no município, e tem se mostrado eficaz na identificação de casos suspeitos e condução adequada de cada paciente. A princípio, a previsão é que as barreiras funcionem até 31 de julho.

Fonte: O Dia, 07/05/2020

Comentários

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui