O Estádio do Maracanã já começou a receber nesta semana a estrutura para a montagem de um hospital que auxiliará no combate ao coronavírus. A informação foi confirmada pelo Governo do estado do Rio de Janeiro. Assim que for finalizada a montagem, a unidade servirá para atender vítimas do Covid-19.

Segundo informações, as primeiras unidades começaram a ser montadas no Célio de Barros, onde fica a pista de atletismo que estava desativada. Ainda de acordo com o Governo, a expectativa é que sejam construídos 400 leitos no local. O projeto prevê a utilização também do Maracanãzinho e o parque aquático Júlio Delamare.

Inicialmente não estão previstas obras no gramado. Isso porque a ideia é não prejudicar a administração do Estádio. Seguindo essa linha, os vestiários também não serão utilizados durante o combate ao coronavírus. O procedimento foi iniciado após Flamengo e Fluminense, atuais administradores do Maracanã, chegarem a um acordo com o governo estadual, detentor do estádio.

O Governo informou também que as instalações no Célio de Barros poderão ser utilizadas quando necessário, mesmo que os campeonatos de futebol sejam retomados. A Federação de Futebol do Estado do Rio de Janeiro (Ferj) estendeu a paralisação das atividades até o dia 30 de abril. Os clubes do Rio deram férias de 20 dias a seus jogadores neste período.

Fonte: O Diario. 01/04/2020

Comentários

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui