Os trabalhadores da iniciativa privada têm até amanhã para fazer o Saque Imediato do FGTS. Segundo o Ministério da Economia, não há previsão de adiamento desse prazo, mesmo com as medidas de isolamento para evitar a proliferação do coronavírus. No entanto, conforme o último balanço da Caixa Econômica Federal, cerca de 36 milhões de pessoas em todo o país ainda não tinham sacado o benefício até o último dia 24 de março. É possível receber até R$ 998 por cada conta ativa (emprego atual) ou inativa (empregos anteriores) que cada trabalhador por ventura tiver. Somente no Estado do Rio, 3,6 milhões ainda não fizeram o saque dos recursos. E em tempos de isolamento social, ficar em casa virou a nova rotina da população brasileira para frear a disseminação do Covid-19. Desta forma, o trabalhador tem alternativa segura para ter acesso ao Saque Imediato, sem precisa ir às agências da Caixa. Com as medidas de isolamento social determinadas pelas autoridades oficiais e de Saúde, a Caixa recomenda que as pessoas sem conta na instituição utilizem o aplicativo ‘FGTS’ para receberem o benefício.

Pelo app é possível transferir o valor para uma conta bancária de sua titularidade em qualquer outra instituição financeira e de maneira gratuita (confira o passo a passo abaixo).De acordo com o último levantamento, a Caixa fez o pagamento de mais de R$ 28 bilhões do Saque Imediato para cerca de 60 milhões de trabalhadores. O volume pago representa 63% dos 96 milhões de trabalhadores com direito ao saque e 66% dos R$ 42,6 bilhões disponibilizados.No Rio de Janeiro, 5,4 milhões de trabalhadores efetuaram o saque, totalizando R$ 2,5 bilhões em recursos. Ainda segundo a Caixa, no início da ação de pagamentos, havia cerca de 9 milhões de trabalhadores elegíveis ao saque, que corresponde a um montante de R$ 3,7 bilhões. Ou seja 3,6 milhões ainda têm dinheiro a receber no estado. 

Para os poupadores individuais da Caixa com conta no fundo de garantia, o valor do Saque Imediato já foi depositado automaticamente, sem necessidade de autorização. Mas os correntistas e quem tem poupança conjunta deve autorizar o depósito pelo internet banking da Caixa, app do FGTS ou site (fgts.caixa.gov.br). Entretanto, neste caso, o trabalhador tem a possibilidade de informar ao banco, até amanhã, que prefere manter o dinheiro no FGTS. 

Fonte:

Por Letícia Moura*

Publicado às 06h00 de 30/03/2020 – Atualizado às 14h32 de 30/03/2020

Comentários

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui