Administradora do Aeroporto de Macaé (MEA), a empresa Aeroportos do Sudeste do Brasil (ASeB), anunciou, nesta quarta-feira, 25, novas medidas de prevenção à pandemia do novo coronavírus, que já tem mais 2,5 mil casos confirmados em todos os estados brasileiros, segundo informações das secretarias estaduais de Saúde.

Responsável também pela administração do Aeroporto de Vitória, no Espírito Santo, a empresa, do grupo suíço Zurich Airport, informou que vem seguindo todas as recomendações do Ministério da Saúde e da Agência Nacional de Vigilância a Saúde (ANVISA).

A ASeB também revelou que está desenvolvendo algumas iniciativas para garantir o cumprimento das orientações dos órgãos nacionais e internacionais de saúde e reforçou a importância de cada um fazer a sua parte para evitar o avanço da doença no país.

Segundo a empresa, entre as ações implementadas está, a instalação de marcadores no chão do aeroporto, onde há aglomerações de filas, e nos assentos de espera, para marcar a distância segura entre uma pessoa e outra, garantindo o distanciamento seguro de 1,5 metro.

“A atuação da concessionária tem sido diária no controle e com medidas de segurança. A limpeza do aeroporto foi triplicada, houve o aumento do número de pontos de distribuição de álcool gel em toda a área pública do terminal e as medidas de prevenção e sintomas da doença estão espalhados em painéis digitais e banners dentro de todo o aeroporto”, divulgou a ASeB, sobre seus aeroportos.

A concessionária mantém ainda uma equipe de profissionais da saúde e um posto permanente no desembarque, com objetivo de realizar entrevistas com os passageiros e promover orientações de prevenção.

De acordo com a administradora do Aeroporto de Macaé, as medidas visam também fazer uma triagem dos passageiros que apresentarem os sintomas do coronavírus, para se necessário, proceder com a atuação médica.

Desde a semana passada, por decreto do prefeito de Macaé, Dr. Aluizio (PSDB), passageiros com casos confirmados do coronavírus ou que apresentem sintomas, ou mesmo que tenham vínculo epidemiológico, ou seja, que tenham tido contato com pacientes com casos confirmados da doença, estão proibidos de desembarcar no município, tanto no aeroporto quanto na rodoviária.

Para auxiliar no combate à pandemia, a ASeB dispõem também de áreas de isolamento e fluxos de atendimento médico imediato, além de remoção ambulatorial para casos de identificação de passageiros com sintomas que caracterizem como caso suspeito grave, conforme recomendação da ANVISA.

De acordo com boletim divulgado na noite desta quarta-feira, pela Prefeitura de Macaé, o Centro de Triagem do Doente por Coronavírus, que funciona na cidade no antigo Centro de Saúde Dr. Jorge Caldas, ainda não há casos confirmados da doença no município.
Fonte:

Publicado

em 26/03/2020 – 09:17

Escrito porTunan Teixeira

Comentários

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui