Rio – Um jovem de 27 anos morreu na madrugada deste domingo com sintomas do coronavírus no Hospital Badim, na Tijuca, Zona norte do Rio. A Secretaria de Estado de Saúde do Rio ainda investiga se o homem estava com a doença.O Hospital Badim informa que está em contato direto com as autoridades competentes para monitoramento e ações relacionadas ao novo coronavírus (Covid-19). Os casos suspeitos são notificados ao Centro de Informações Estratégicas em Vigilância em Saúde (CIEVS). Ressaltamos também que faz parte do protocolo interno do Hospital Badim não informar em qualquer circunstância o nome e as condições clínicas de seus pacientes. Um médico cardiologista, que trabalhava no Hospital Pedro Ernesto, da UERJ, em Vila Isabel, Zona Norte do Rio, também morreu na madrugada deste domingo com suspeita de coronavírus. Ele estava internado desde quinta-feira no Hospital São Vicente de Paulo, na Tijuca, Zona Norte.

Em boletim divulgado no início da noite, a secretaria informa que o Estado do Rio tem 186 casos confirmados, três mortos pelo coronavírus e mais dez mortes suspeitas sob investigação.

Entre os casos confirmados ou suspeitos internados, 15 estão em leitos clínicos e outros 17 estão em tratamento intensivo. Os demais estão em isolamento domiciliar.

A capital fluminense ainda não tem nenhuma morte confirmada pelo Covid-19. Entre as vítimas da doença, 23 estavam hospitalizadas, sendo 12 delas em Unidades de Terapia Intensiva. Os casos confirmados de coronavírus já alcançam 33 bairros.

Houve aumento de 67 casos confirmados de COVID-19 em apenas um dia. No sábado, a cidade tinha 103 casos confirmados, em 29 bairros.

A Barra da Tijuca, na zona oeste, continua liderando o número de confirmações, subindo de 18 no sábado para 29 neste domingo. Até o momento, a única favela a registrar um caso confirmado foi a Cidade de Deus, também na zona oeste. Um grupo de moradores está circulando pela comunidade para alertar sobre o perigo de contágio e pedindo para os moradores ficarem em casa, segundo uma rede social.

Entre os doentes confirmados, 54,5% eram mulheres. A faixa etária mais afetada é a dos 30 a 39 anos, responsável por 87 dos casos.

Fonte:

Por ESTADÃO CONTEÚDO

Publicado às 21h46 de 22/03/2020 – Atualizado às 23h08 de 22/03/2020

Comentários

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui